quinta-feira, abril 22, 2010

PASSEIO PEDESTRE: NA ROTA DO CASTELO DO REI WAMBA

O Grupo de Amigos de Vilas Ruivas (GAVR) organiza, dia 2 de Maio, o II Passeio Pedestre, na rota do Castelo do Rei Wamba, um percurso de 10 quilómetros, com dificuldade média.

As inscrições podem ser feitas até dia 26 de Abril, custando seis euros para sócios e oito para não sócios. Até aos 12 anos, a inscrição é gratuita, mas pode e deve ser feita junto de alguns elementos do GAVR (Rui 96 24 43 969 ou Nuno 96 90 31 386).

A concentração dos caminheiros está marcada para as 9H00, no largo da aldeia.

sábado, abril 17, 2010

UM NECESSÁRIO ESCLARECIMENTO

Enviaram-me um e-mail de trechos de uma acta de reunião da Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, a nº 3/2010, em que o assunto eram os subsídios atribuídos às Associações do concelho.
ACTA
4) – Atribuir ao Grupo de Amigos de Vilas Ruivas, um subsídio no valor de 2.000,00€ correspondente a 20% do valor de aquisição da casa (10.000,00 €). Para além destevalor é também atribuído um subsídio de 7.128,00 € que corresponde a 20 % do valor (35.640,00 € IVA incluído), que é o valor previsto para obras de restauro e ampliação da sede da Associação, após confirmação da realização das mesmas pelos técnicos da DOHU da Câmara Municipal. -------------------------------
---Em relação as Festas Populares, foi deliberado por unanimidade, que a Câmara
Municipal dará às Comissões de Festas ou Associações locais um subsídio no valor
máximo de 1.000,00€, após a apresentação dos comprovativos das despesas
realizadas. O comprovativo das despesas a apresentar terá de ser de grupos musicais ou bandas filarmónicas não sendo válido a apresentação de despesas comaparelhagens musicais. ---------------------------------------------------------------
---No caso das festas das localidades de: Vale da Bezerra, Riscada, Montinho e Juncal, a Autarquia assume o pagamento das despesas até ao valor de 1.000,00 por ano civil e por localidade. -------------------------------------------------------------
---O vereador Abel Mateus, relativamente aos 15.000,00€ para a Casa do Benfica,
perguntou o que acontece se mais tarde o imóvel for vendido, tendo o vereador JoséManuel Alves dito que igual problema se punha para a Associação de Vilas Ruivas. O Vice Presidente disse que o problema põe-se sempre, a Câmara Municipal também financia as obras da Santa Casa, mas ninguém impede a Santa Casa de vir a vender um imóvel. O vereador Abel Mateus disse que a Santa Casa e os Bombeiros são casos diferentes. Pensa que é excessivo dar 15.000,00 € à Casa do Benfica, até porque os outros munícipes vão perguntar porque são dados 15.000,00€ ao Benfica. Há uma Associação que apresenta um projecto de 500.000,00 € e pede 20%. Pela regra tem direito a eles. Pergunta se a Câmara vai dá-los sem mais nem menos. Não concorda que se dê sempre 20% indiscriminadamente. Não concorda que se faça “chapa 4” na atribuição de subsídios. O Vice Presidente disse que não iam discutir o mérito das Associações. Disse que o que era lamentável era que se tivessem dado subsídios a Associações que agora estão fechadas. ------------------------------------------------------
---O vereador José Manuel Alves disse que então acabava-se com as associações,
tendo o vereador Abel Mateus dito que não era isso que estava em causa, mas estes
15.000,00€ são excessivos. -----------------------------------------------------------------
--A vereadora Natália Ramos disse que, em sua opinião o problema não estava em
atribuir 20%, nem em atribuir este subsídio ao Benfica, o problema é que daqui amanhã podem resolver deixar de funcionar. Além disso a Casa do Benfica não é para todos os munícipes, é para os Benfiquistas. ---------------------------------------
---A Sra. Presidente disse que esse problema põe-se com todas as Associações. A de Vilar de Boi está quase sempre fechada, a de Alfrívida a mesma coisa. O facto de algumas não estarem agora a funcionar não quer dizer que não venham ainda a
funcionar. Mas entretanto temos todas as outras que apoiamos e estão a funcionar. Por si vota que se dê 20% de subsídio a todas as associações, não faz distinção, não faz
essa escolha entre as que acha que são viáveis e as que acha que não são. Defende a ideia de que se deve dar oportunidade a todos, e propõe que se continue a dar 20% para a compra de casa, que normalmente são casas degradadas e assim se recuperam, e 20% para as obras . No entanto, podem alguns não pensar assim.------------------------------
---A vereadora Natália Ramos disse que a questão está na “rácio” da instituição, o
porquê da instituição ser criada e no valor.--------------------------------------------------------------
---O Vice presidente disse que se temos uma Associação com uma grande dinâmica, independentemente de estar vocacionada para um grupo de pessoas, é o Benfica, e eles próprios têm desenvolvido várias iniciativas abertas a toda a população. A própria sede está aberta a todos. Independentemente de estarem a trabalhar sob a insígnia do Benfica, trata-se de uma Associação dinâmica, que está a aproveitar uma indemnização que recebeu para investir na recuperação de património, o que é um bom exemplo de dinamismo e boa gestão. Só lamenta é o dinheiro que foi dado a Associações que não o souberam aproveitar, e a outras que em vez de serem um pólo de união são um pólo de discórdia e desunião. O vereador Abel Mateus disse que a questão está apenas no facto de que se a Associação entretanto fecha a porta fica perdida a comparticipação da
Câmara. Se houvesse um regulamento, o subsídio era dado, mas com regras, de forma a que a Câmara tivesse alguma garantia. É necessário que fique garantido o que acontece se a Associação desaparecer ou se os corpos sociais deixarem de se
entender. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---A Sra Presidente disse que regras já houve e têm que ser feitas novas, mas não
podemos estar à espera das regras nem isso é correcto. Não se podem alterar as regrasdepois de as pessoas virem pedir os subsídios. -------------------------------------------------------
---A vereadora Natália Ramos disse que esperava que no próximo ano já houvesse um regulamento para a atribuição de subsídios.------------------------------------------------------------
---O vereador Abel Mateus reafirmou que não está contra a atribuição dos subsídios mas contra a falta de regras, tendo o vereador José Manuel Alves dito que não vai haver regulamento este ano. ---------------------------------------------------------------------------------------
---A Sra. Presidente propôs, tendo em conta as dúvidas levantadas pelos vereadores Natália Ramos e Abel Mateus, que o assunto seja presente, novamente, à próxima reunião para votação. ---------------------------------------------------------------------------
NOTA DO EX-PRESIDENTE DO GRUPO DE AMIGOS DE VILAS RUIVAS, Sr Jorge Manuel Cardoso.
" Muito me apraz registar a preocupação dos srs vereadores em relação à atribuição de subsídios às Associações do concelho.
Não vou falar nas outras associações, porque isso não me compete. Apenas digo, e porque foi discutido nessa reunião, que a Casa do Benfica de Vila Velha de Ródão já faz parte da história do concelho. Será muito difícil desaparecer, porque o dinamismo daquela casa assim o exige, e existem no concelho, muitos benfiquistas capazes de continuar com a obra,ajudando o Francisco Ribeiro, como ele merece e como tem acontecido até aqui. A Casa do Benfica de Vila Velha de Ródão tem feito uma obra notável no concelho ao longo de mais de 30 anos. Ninguém o pode negar e quem não vê...é cego!
Relativamente aos investimentos e subsídios dados ao Grupo de Amigos de Vilas Ruivas, e porque fui um dos fundadores daquela Associação, terei que descansar os srs vereadores, pois basta ler os estatutos da Associação, onde tudo está claro.
1) O IMÓVEL JAMAIS PODERÁ SER VENDIDO.
2) EM CASO DE INEXISTÊNCIA DE CORPOS SOCIAIS ( e espero que isso nunca aconteça...), O IMÓVEL SERÁ SEMPRE PROPRIEDADE DA POPULAÇÃO DE VILAS RUIVAS, E COLOCADA AO SEU DISPÔR PARA O QUE FOR NECESSSÀRIO, COMO TEM ACONTECIDO ATÉ AQUI COM A CASA RELIGIOSA.
3) OS ESTATUTOS ASSIM FORAM APROVADOS E PUBLICADOS EM DIÁRIO DA RÉPÚBLICA.
4) EM SEIS ANOS DE PLENA ACTIVIDADE, TODOS OS DIAS, A ASSOCIAÇÃO ABRIU À POPULAÇÃO, ORGANIZANDO DEZENAS DE ACTIVIDADES TODOS OS ANOS.
5) DEMONSTRA VITALIDADE, DINAMISMO E BAIRRISMO DAS NOSSAS GENTES, E TODOS OS SUBSÌDIOS SERÃO BENVINDOS, PORQUE TODOS SERÃO BEM EMPREGUES AO SERVIÇO DOS NOSSOS SÓCIOS E POPULAÇÃO, QUE BEM MERECEM.
6) O INVESTIMENTO QUE FOI FEITO FOI BEM APLICADO. A OBRA ESTÁ Á VISTA.
7) QUERO MANIFESTAR AQUI A MINHA SOLIDARIEDADE PARA COM O VICE-PRESIDENTE, LUÍS MIGUEL FERRO PEREIRA, NA DEFESA VINCADA DAS ASSOCIAÇÕES DO NOSSO CONCELHO. OUTROS AS DEIXARAM FECHAR POR FALTA DE APOIOS.
Jorge Manuel Cardoso