Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2007

Jornal Informativo nº01/2007

Imagem
Entrada no novo ano com festa rija
VILAS RUIVAS ENGALANOU-SE


Após a fundação do Grupo de Amigos de Vilas Ruivas, e pelo terceiro ano consecutivo, a sede social da Associação local esgotou para dar as boas vindas ao ano novo e “enxotar” o ano velho. Cerca de oito dezenas de convivas deram um enorme colorido à grande festa, que se prolongou pela noite dentro, até ao raiar do novo dia.

Às 19:30 Horas em ponto, começou por ser servido o jantar, uma “bacalhauzada” na brasa com batatas a murro, que deixou água na boca a todos os presentes. Depois das sobremesas e dos cafés, o DJ de serviço, “Nuno Mouse Mendes”, abriu o grande baile, e com muita animação, todos dançaram ao som do vasto reportório até á chegada do ano novo. À meia noite em ponto, tempo para abrir o champanhe, com as tradicionais doze passas para doze desejos ao ano novo, no Largo Principal da aldeia, ao calor de uma grande fogueira, que já durava desde o Natal. Seguiu-se a ceia, com o tradicional Leitão de Negrais, carnes frias,…

Jornal Informativo nº09/2006

Imagem
UMA HISTÓRIA DE NATAL
A noite de Natal é noite de consoada e manda a tradição nas aldeias do nosso concelho, que no largo maior da povoação se faça uma fogueira, que dure toda a noite e se prolongue pelo dia adiante.
Depois da couvada com bacalhau bem regada com o azeite novo, na casa de cada um, vão todos para junto da fogueira, assam-se algumas castanhas, espetam-se uns pedaços de carne e o bom fumeiro, vai-se até às adegas petiscar o bom presunto e prova-se o vinho.
A rapaziada mais jovem aproveita para saltar a fogueira, algumas vezes com incidentes pelo meio.
Já alta noite puxam-se das guitarras e violas e mostra-se quem tem a garganta afinada.
Já lá vão umas dezenas de anos!... Naquele Natal tudo foi ainda melhor. Já de madrugada fizemos uma ruada, e, malvadez nossa acordamos toda a povoação.
Vêm mais uns petiscos que fomos grelhando na fogueira, a qual se ia entretanto apagando!...
Existia um castanheiro ao Chão , certamente mais velho que a fundação da nossa Terra.
Aquele castanheiro …